Passageiro amarrado em voo TAP para o Brasil (com vídeos)

Um passageiro foi amarrado num voo da TAP para o Brasil, revela a carioca “Super Rádio Tupi FM”. O homem que terá nacionalidade portuguesa foi apanhado a fumar na casa de banho do avião.

Depois, terá visto o seu passaporte ser apreendido, e iniciou uma discussão com dois dos comissários de bordo, tendo inclusivamente insultando-os ao usar a palavra “v i a d o”, insulto homofóbico usado no Brasil.

A situação termina quando o homem foi amarrado.

Link: TAP. Passageiro amarrado em voo para o Brasil (com vídeos) – O Jornal Económico

Não sabendo bem se isto é considerado ‘incidente’ ou não… fica o registo algo inusitado.

Anda tudo doido. Espero que tenha sido entregue às autoridades competentes no final do voo.

…Pelo menos incidente criminal é de certeza!..

Já agora: A massificação do transporte aéreo traz de tudo para o bem e para o mal. Este, quase pela certa, estava de “ressaca” de coisas estranhas, vai daí pagaram os FA. Pela certa há protocolos para lidar com isto. Assim à 1ª vista os FA lidaram bem com o assunto, mas não sendo perito nisto, pouco mais posso dizer, a não ser que, todos esperamos que não volte a acontecer!

entretanto, permitam-me contar uma história quase ao género que presenciei: Uma vez, ainda bem antes do 11/09, estava eu no Aeroporto de Barcelona, quando chega um casal na casa dos 40, sentaram-se nas cadeiras da sala de embarque em frente à onde me encontrava para apanhar um voo TAP para Lisboa. Entretanto chega um outro individuo que começa a andar em círculos em torno daquela zona de cadeiras, sem nunca tirar os olhos do casal. Feita a chamada para embarque, formou-se a fila para embarque. Eu fiquei à frente do casal, e poucas pessoas depois o dito individuo. Fiz o meu processo de entrada, e quando já me encontrava a entrar para a manga de acesso oiço o individuo gritar: “Sua filha da P***!.. Para Lisboa não vais com o teu amante porque o teu marido ainda sou eu!..” Os FA encaminharam-me rapidamente para dentro do avião e o assunto ficou a ser resolvido no exterior, com os passageiros que já tinham entrado dentro do avião e os que não tinham entrado fora. Como é que terminou? Nenhum dos 3 viajou para Lisboa, embora o casal tenha sido autorizado a partir e o outro indivíduo ficou detido. Aliás; ninguém dentro do avião queria que algum desses 3 embarcasse… Resumindo: Um voo que deveria ter saído às 19H de Barcelona, saiu às 23H… Pelo pouco que me lembro, aí por volta das 20:30, deixaram embarcar os restantes pax que não tinham nada a haver com o assunto e moveram o avião para um stand remoto enquanto se negociava o que fazer com os 3 pax. Estranho, mas foi assim. Serviram-nos uma refeição por volta das 22H e disseram que poderia ser preciso irmos para hotel e fazer o voo na manhã seguinte. Não foi necessário.

Estas coisas acontecem…